Mais de 170 mil trabalhadores serão imunizados contra a gripe pelo Sesi

Na pandemia, é ainda mais importante garantir a proteção contra a influenza; ainda há doses disponíveis para indústrias que queiram aderir

Indústrias de todo o Paraná já começaram a vacinar seus colaboradores contra a gripe, por meio de campanha de imunização promovida pelo Sesi. No total, pelo menos 170 mil trabalhadores de todo o estado serão imunizados contra a influenza até o final da campanha e ainda há doses disponíveis para as indústrias que tenham interesse em aderir ao programa de vacinação. A imunização contra a influenza se torna ainda mais importante neste momento de pandemia, por evitar afastamentos de trabalho devido aos sintomas de gripe, que podem ser confundidos com os da covid-19.

“Neste momento, qualquer sintoma de gripe provoca afastamento por se tratar de uma suspeita de covid-19. Se reduzimos o número de casos de gripe, cuidamos da saúde dos trabalhadores e também diminuímos o absenteísmo nas empresas. Além disso, ao longo de 2020, observamos que pessoas que estão com boa imunidade não ficam tão debilitadas quando contraem covid e a vacina contra a gripe também contribui para aumentar essa imunização”, afirma Rosângela Fricke, gerente executiva de Segurança e Saúde para Indústria do Sistema Fiep.

Seguindo as normas da Anvisa, o Sesi no Paraná está oferecendo vacinas trivalentes e quadrivalentes, contendo os tipos de cepas de vírus em combinação. Ofertada desde 2010, a vacinação faz parte de uma série de ações que o Sesi no Paraná pretende lançar, com outras formas de prevenção e cuidados para os funcionários das indústrias. Outro grande diferencial é que o ato vacinal é realizado na própria empresa, no formato in company e em qualquer município do estado. Desta forma, os trabalhadores não precisam sair de seu local de trabalho para serem imunizados, evitando deslocamentos desnecessários a unidades de saúde, onde o risco de contaminação pela covid-19 pode ser maior.

Importância da vacinação contra a gripe

Pesquisas recentes demonstram que a imunização contra a influenza pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da gripe. Desta forma, a vacinação se torna o principal método na prevenção da doença e as complicações mais severas causadas por ela. Além disso, a vacinação contribui para a redução da circulação dos agentes nos ambientes, auxiliando na proteção daqueles que não podem ser vacinados. Para complementar a vacinação, o Ministério da Saúde ainda recomenda outras medidas, como alimentação saudável, higienização frequente das mãos, utilização de lenço descartável para limpar o nariz, não compartilhar objetos de uso pessoal, manter os ambientes bem ventilados e evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe.

Neste momento de pandemia, as medidas de prevenção à gripe também devem ser acompanhadas por medidas de combate à propagação do novo coronavírus, como utilização de máscara e manutenção de distanciamento social, principalmente em ambientes fechados. Também recomenda-se a higienização constante das mãos, com álcool em gel, assim como dos espaços compartilhados pelos trabalhadores, além de utilização de EPIs e adoção de outros protocolos de segurança e saúde.

Para mais informações acesse o site do Sesi no Paraná (sesipr.com.br) ou clique aqui.

SOBRE O SISTEMA FIEP

O Sistema Fiep é composto pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). As instituições trabalham integradas em prol do desenvolvimento industrial. Com linhas de atuação complementares, realizam a interlocução com instâncias do poder público, estimulam o fomento de negócios nacionais e internacionais, a competitividade, a inovação, a tecnologia e a adoção de práticas sustentáveis, e oferecem serviços voltados à segurança e saúde dos trabalhadores, à educação básica de crianças, jovens e adultos, à formação e aperfeiçoamento profissional, à formação de nível superior, além de capacitação executiva.

 

About Author